(45) 3264-2399

Cotação Agrícola

 

Notícia

06/06/2013 - Plano Safra de 2013/14 terá R$ 136 bilhões em investimentos.

Plano Safra

Com a presença dos paranaenses Gleisi Hoffmann, ministra-chefe da Casa Civil, e Osmar Dias, vice-presidente de agronegócio e micro e pequenas empresas do Banco do Brasil, a presidente Dilma Rousseff e o ministro de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade, anunciaram ontem (04/06) o Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2013/14. No total serão R$ 136 bilhões para agricultura brasileira, sendo R$ 97 bilhões para financiamentos de custeio e comercialização e R$ 38,4 bilhões para programas de investimento. Este é o maior Plano em volume financeiro já lançado no Brasil. O valor é 18% maior que o disponibilizado no plano anterior (2013/13).

Nos últimos 10 anos, o Plano Safra cresceu expressivamente, passando de R$ 20 bilhões para os atuais R$ 136 bilhões. Dos valores anunciados, R$ 115,6 bilhões terão taxas de juros controladas, com uma taxa de juros média de 5,5% ao ano. Para programas voltados a compra de máquinas agrícolas, equipamentos de irrigação e estruturas de armazenagem, os juros médios são de 3,5%. A taxa fica em 4,5% para ao médio produtor rural e 5% para as práticas sustentáveis.

Também está previsto no Plano R$ 5,3 bilhões destinados ao cooperativismo por meio dos programas de Desenvolvimento Cooperativo para Agregação de Valor à Produção Agropecuária (Prodecoop) e da Capitalização de Cooperativas Agropecuárias (Procap-Agro). Para as cooperativas foram reduzidos os juros de capital de giro de 9% para 6,5% ao ano.

Além do crédito ao produtor, o Plano também abrange questões de logística e infraestrutura no país. O governo federal vai disponibilizar R$ 25 bilhões para a construção de novos armazéns privados nos próximos cinco anos, desses R$ 5 bilhões na safra 2013/14. O ministro da Agricultura disse ainda que o governo federal quer modernizar os armazéns públicos para deixá-los mais competitivos. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vai investir R$ 350 milhões para melhorar a armazenagem dos estoques públicos de alimentos, construindo dez novas unidades no país.

"Quando aumentamos a capacidade de estocagem, nós damos a capacidade para os nossos produtores de vender, de comercializar seus produtos nos melhores momentos. Às vezes, nosso produtor hoje, por causa de questões de armazenagem, tem de vender seu produto na própria safra", afirmou Andrade. De acordo com o ministro, a intenção do governo federal é dar oportunidade para que o produtor possa estocar e escolher e melhor momento para vender o seu produto.

Médio produtor

Para o médio produtor o Plano disponibiliza R$ 13,2 bilhões, valor 18,4% maior que no período anterior, para custeio, comercialização e investimento por meio do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). Os limites para empréstimos também foram elevados de R$ 500 mil para R$ 600 mil e o de investimentos passaram de R$ 300 mil para R$ 350 mil.

Também foram elevadas as subvenções para o prêmio do seguro rural. De acordo com o ministro da Agricultura, os valores foram elevados em 75%, passando de R$ 400 milhões para R$ 700 milhões. A expectativa do governo é que uma área superior a 10 milhões de hectares seja segurada e 96 mil produtores beneficiados.

Segundo a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária no Brasil (CNA), o novo Plano teve "praticamente 100%" das demandas do setor atendidas. O seguro agrícola também foi destacado pela CNA. "O governo federal entendeu que o seguro agrícola não é um favor oficial, mas uma prioridade do setor para dar tranquilidade ao agricultor diante dos desastres naturais, evitando prejuízos insuportáveis ao segmento", afirmou presidente da CNA, senadora Kátia Abreu (PSD-TO).

A senadora também fez um agradecimento especial à ministra Gleisi Hoffmann "por todo o acompanhamento, por toda a dedicação a este plano safra tão especial para todos nós brasileiros do campo".

Pequeno Produtor

Os produtores familiares também serão atendidos pelo Plano. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Agrário, a expectativa é que haja um aumento no volume de recursos para os financiamentos desses produtores. A estimativa é de que o valor total contratado pelos agricultores familiares seja superior aos R$ 16 bilhões da safra 2012/13. A presidente Dilma Rousseff anunciou que o plano para a agricultura familiar será lançado na próxima quinta-feira (06/06).

"O Brasil é um país complexo, um país que comporta um agronegócio pujante e uma agricultura familiar que cresce e que cada vez mais se moderniza e se transforma numa agricultura com maior produtividade, com maior eficiência", salientou a presidente.

Fonte: Iris Alessi - Agência Notícias PR

Créditos: Guia Medianeira - www.guiamedianeira.com.br

 
 
 

marcas

  • JAN Implementos Agrícolas
  • Pro Solus
  • Baldan
  • Rodma Implementos
  • GTS DO BRASIL
  • MAGNOJET
  • Agro Forn
  • SAO JOSÉ IMPLEMENTOS
  • USADOS AGRO NEWS
  • Trimble
  • AGRO NEWS
  • Sollus Implementos
  • Bandeirante Maquinas
  • Metalfor
  • TRITON MAQUINAS AGRICOLAS
  • Mesel Maquinas Agrícolas
  • KS Pulverizadores
  • J.ASSY-SELENIUM E TITANIUM E DISCOS APOLLO
  • VENCE TUDO
  • Ipacol

Previsão do Tempo

Notícias Agrícolas

listar notícias